Textosvoltar    

Pergunta sobre Suicídio

 

Meu nome é Vitor e moro na Irlanda do Norte. Meu irmão se suicidou no dia 26 de junho de 2007. Ele se enforcou. Não consigo perceber a razão para tal tragédia, ele não deixou nem um bilhete a explicar o por que desta ação. Gostaria que me ajudassem pois o sofrimento é muito grande. Não sei se posso e como comunicar com ele. Tenho tentado de tudo para tal mas não sei o que fazer mais. Será que podiam-me ajudar? pois gostaria de falar com ele ou com o espírito dele pois eu e minha familia gostaríamos de saber a razão do suicídio dele. O nome dele é Joao Miguel e tinha 32 anos, deixou 2 filhos de 11 e 13 anos, era uma pessoa honesta e tinha uma vida estruturada, vivia a 5 anos aqui no norte da irlanda e fazia intenções de se casar em setembro. Não sabemos se ele estava doente ou se estava com problemas, se estava deprimido, não sabemos o por que ele cometer suicídio. Por favor eu gostaria que alguém que visse esta mensagem e soubesse como me ajudar a falar com ele que me adicione no msn messenger ou me mande algum email, obrigado. 
 
Olá Vitor, Em meados de 1800, na França, Allan Kardec iniciou suas pesquisas sobre o mundo dos espíritos. Inicialmente através de comunicações recebidas por duas irmãs adolescentes, e depois por psicografias recebidas por médiuns diversos, em locais diferentes, Kardec fez uma compilação do que lhe foi ditado pelos espíritos. 
 
Esses ensinamentos estão contidos nos livros:O Livro Dos Espíritos - traz a filosofia espírita O Livro Dos Médiuns - explica os fenômenos mediúnicos O Evangelho Segundo O Espiritismo - traz os ensinamentos morais 
 
Lendo as obras de Kardec, vc vai com certeza, encontrar respostas para todas as suas dúvidas. 
 
Você pode encontrar um resumo da Doutrina dos Espíritos no link http://espiritismo.wordpress.com/tag/resumo-da-doutrina-dos-espiritos/. 
 
Recomendamos a leitura deste resumo, para vc começar a entender os ensinamentos dos Espíritos Superiores, e o que ocorre com o espírito depois que deixa o corpo. 
 
O espírito encarna no corpo material para progredir, passar por diversas experiências e se desenvolver, atingindo, a cada nova encarnação, evolução intelectual e moral. 
 
As provas que passamos na vida, as dificuldades, os obstáculos, são úteis ao nosso progresso, e são, muitas vezes, conseqüências de nossos atos de vidas passadas. 
 
O espírito, quando de volta à verdadeira pátria, que é a Pátria Espiritual, recobra a consciência e tem uma visão geral de sua trajetória, e na maioria das vezes, é o próprio espírito quem solicita certo tipo de prova, porque sabe que é necessária à sua evolução. O que ocorre, muitas vezes, é que quando estamos revestidos da carne, nos esquecemos de nossas reais intenções, e optamos por não realizar aquilo que nós mesmos pedimos. Muitos se acovardam, e isso é resultado da falta de fé. 
 
A fé e a oração são sustentáculos da alma. O espírito, antevendo o que deve passar, muitas vezes desiste - e assim, vemos muitas mães praticarem o aborto, muitos pais abandonarem seus filhos, e muitas pessoas cometerem o suicídio. 
 
Tais atos são entraves para o espírito, que deverá, em uma nova encarnação, recomeçar a tarefa que deixou por fazer - além de somar-se a ela, o débito dos atos contrários à Lei de Deus. 
 
Mas, se Deus é soberanamente justo, ele é também infinitamente bom e misericordioso, nos conferindo novas oportunidades de acerto, através das incontáveis vidas sucessivas.
 
Portanto, não há punições eternas, nem males irremediáveis. Deus, como Pai de Amor e Bondade, não abandona os seus filhos jamais. Mas como Ele quer o nosso progresso, propicia oportunidades de evolução, onde nós mesmos aprendemos com os nossos erros, e assim crescemos. 
 
O suicídio é contrário, portanto, à Lei de Deus. Há muitos relatos de espíritos que passaram por esta situação, e narram o que encontraram do outro lado. 
 
O poeta Fernando Pessoa tem uma frase que diz: “Saí de férias pra descansar, mas esqueci de me deixar lá em casa“. Ninguém pode fugir de si mesmo. Nossas dores e angústias estão dentro de nós, e não há como fugir, porque as carregamos no nosso íntimo. Assim sendo, qual o desgosto e espanto daqueles que cometem suicídio pensando em fugir, e percebendo depois que de nada adiantou, que a vida continua, e que suas dores e angústias continuam dentro do peito, do mesmo jeito, e que à elas somam-se o arrependimento e muitas vezes o desespero. 
 
Não é confortável a situação do suicida, do outro lado da vida. Mas, pode ter certeza, de que não estão nunca abandonados à própria sorte e ao próprio sofrimento, pelo contrário. André Luiz, que é um espírito que passou pelo que chamamos de “suicídio inconsciente”, ditou através da psicografia de Chico Xavier, uma série de 16 livros, nos quais ele narra tudo o que viu e aprendeu no Plano Espiritual. O suicida inconsciente é aquele que não comete o ato de matar-se, mas que morre antes do previsto, por negligência com seu corpo material (bebida, drogas, etc). Foi o que aconteceu com ele. Ele narra, no seu primeiro livro, como foi resgatado do seu desequilíbrio. O espírito que o acudiu, lhe disse: “Deus não precisa de nossas lágrimas, mas convenhamos, nossas lágrimas fazem muito bem a nós mesmos”. 
 
É o que deve estar ocorrendo com o seu irmão. Deus não precisa do sofrimento dele, nem se compraz com sua dor. Mas o sofrimento deve fazer muito bem a ele mesmo - como um amargo, mas necessário despertar. 
 
O que leva um homem a se matar? Falta de fé e de confiança na vida, eu diria. Um desespero momentâneo, um desequilíbrio, às vezes até por influência de espíritos encarnados ou desencarnados. Contudo, mesmo que seja esse o caso, não se pode atribuir a terceiros a falha de cada um. 
 
Mas se errar é humano, e se a vida continua do outro lado, percebemos que embora o seu irmão possa estar passando por um momento muito difícil, há para ele - como para todos nós - esperança, pois fomos criados para a felicidade e para a luz, e o sofrimento é conseqüência passageira de nossas próprias escolhas. 
 
O que vc pode fazer para ajudá-lo? Ore por ele. Ore sinceramente, transmita-lhe o seu amor através de vibrações sinceras, e do desejo que ele se recupere o quanto antes. Peça que os Espíritos Superiores possam olhar por ele, encaminhá-lo e tratá-lo. 
 
Não se atormente com a dúvida que vc tem alimentado, pois isso pode refletir nele. As afeições não terminam com a morte, elas são eternas. As pessoas que se amam carregam consigo os vínculos que os uniam na terra, portanto, o sofrimento e a angústia dos que ele amou na terra ecoam sobre ele, e isso é uma tortura, especialmente para os Espíritos em fase de desequilíbrio, como é o caso dele. 
 
Transmita a ele serenidade e confiança. Mas, sobretudo, AJUDE-O A ENCONTRAR A FÉ - A ESPERANÇA NO FUTURO, A CERTEZA DE QUE ISSO É PASSAGEIRO E QUE LHE SERVE COMO APRENDIZADO. A CERTEZA DE QUE DEUS NÃO NOS ABANDONA E ESTÁ AO LADO DELE. Ore por ele com amor, todas as vezes que se lembrar dele. Tire do seu peito essa angústia, que de nada vai servir nem a vc, nem a ele. 
 
Converse com ele mentalmente, com calma, com serenidade. Explique o que vc entendeu sobre o que ocorre com o espírito depois da morte, leia trechos do Evangelho Segundo o Espiritismo em voz alta, peça que ele possa acompanhar a leitura com vc. Mas, sobretudo, acredite no que está dizendo a ele. Ele vai sentir as suas vibrações e a sua serenidade. 
 
Ele está por demais perturbado, não precisa de mais aflições. Os motivos do seu suicídio não importam, o que importa agora é a cura dele. E, quando ele estiver curado, com certeza poderá se comunicar com vcs. Para isso, vc deve procurar uma casa espírita, que seja RECONHECIDAMENTE IDÔNEA. Médiuns pagos são comerciantes, e não médiuns. Não trabalham a serviço do bem. Se Jesus nos ensinou “Dar de graça o que de graça recebestes”, vc deve então procurar as casas espíritas que praticam a caridade, e não cobram ou mesmo aceitam qualquer contribuição de ordem material para proveito próprio.

 


Warning: mysql_select_db() expects parameter 2 to be resource, boolean given in /home/entesque/public_html/view/layout/home.php on line 69

Warning: mysql_fetch_object(): supplied argument is not a valid MySQL result resource in /home/entesque/public_html/config/funcoes.php on line 15

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/entesque/public_html/config/funcoes.php on line 18